Página Inicial / GERAESTV / Araçaí completa hoje os seus 55 anos de tradição e história

Araçaí completa hoje os seus 55 anos de tradição e história

O município de Araçaí, com 2.300 habitantes e situada apenas 35 km de Sete Lagoas, completa hoje, 1º de Março os seus 55 anos de muita tradição e histórias.  Araçaí pertencia em meados de 1962 à cidade de Paraopeba, onde à partir de março de 1963 passou a ter a sua emancipação. Com a sua tradição em festas religiosas sendo o seu padroeiro São Sebastião comemorado no dia 20 de janeiro, a cidade  é famosa por realizar um dos melhores carnavais da região contando com milhares de foliões.

   

História de Araçaí

A origem de Araçaí ( Tem sua etimologia em araca-g-i, que, em língua indígena, significa “o rio dos araças” ou, simplesmente, “araça”, nome de um fruto silvestre, semelhante a goiaba, de tamanho menor. ) está ligada ao estabelecimento de um casal na região onde hoje se localiza o município. Estes são o Sr Francisco José Pereira da Rocha e sua esposa a Srª Cândida Maria de Jesus, acompanhados de seu filho Francisco José Pereira da Rocha, que tinha apenas três anos de idade,originários de Jequitibá , hoje município limítrofe de Araçaí. Já na segunda metade do século XIX, no ano de 1872, o Sr Francisco José Pereira da Rocha adquiriu uma sesmaria, quando ainda era imperador do Brasil, D. Pedro II e aqui, com sua família deu início a um povoado, fundando a fazenda Paraíso. A princípio esta propriedade cultivava alguns cereais e mantinha um rebanho de bois, porém, ao longo do tempo,uma nova vocação da terra despontou.

      
Dado o fluxo relativamente grande de tropeiros de gado da região, que levavam rebanho para diversas localidades do interior do estado, a fazenda se transformou em ponto de pouso para estes viajantes.

Foi em 1902, que chegou a Estrada de Ferro Central do Brasil (EFCB). A linha férrea vinha de Belo Horizonte e tinha meta atingir o interior do estado. A região então foi escolhida para a construção de um terminal que serviria tanto para o embarque de carga quanto de passageiros.Em 1903, foi inaugurada a estação que daria nome a cidade de Araçaí.

A Estação Ferroviária de Araçaí foi totalmente restaurada com recursos do Ministério do Turismo.

Conta-se que os construtores da EFCB, iniciados os trabalhos de fundação da estação, ainda não sabiam qual nome dar a esta. Após debaterem por algum tempo decidiram nomeá-la como Estação-Araçá. A escolha se deve a uma pequena árvore frutífera então abundante na região que produz um fruto semelhante a goiaba, o araçá.

Consolidou-se o arraial após a construção da linha da Estrada de Ferro Central do Brasil, dando-se ao lugar o nome de Araçá, imaginado pelo Engenheiro encarregado dos trabalhos da ferrovia. Em 1911, por sugestão do Cel. Caetano Mascarenhas, Dr. Teófilo Ferreira do Nascimento e João de Paula Moura, alterou-se o topônimo para Araçaí.

A razão da mudança do nome se deve ao fato de que muitas correspondências endereçadas a Araçá eram extraviadas para uma outra região que também se chamava raçá, localizada próximo a Matozinhos, ou até mesmo para Araxá.

     

Formação Administrativa de Araçaí

Distrito criado com a denominação de Araçá, pela lei estadual nº 556, de 30-08-1911, era subordinado ao município de Paraopeba. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Araçá figurava no município de Paraopeba. Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, o distrito de Araçá passou a denominar-se Araçaí.

Elevado à categoria de município com a denominação de Araçaí, pela lei estadual nº 2764, de 30-12-1962, foi desmembrado de Paraopeba e sede no antigo distrito de Araçaí. Logo após, foi instalado em 01 de março de 1963 onde o município foi constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Araçá passou a se chamar Araçaí, alterando o seu nome, pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Espetáculo sete-lagoano estreia no Palácio das Artes, em BH

O espetáculo “As Alegres Comadres de Windsor”, comédia de William Shakespeare, da companhia sete-lagoana de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *