segunda-feira ,11 dezembro 2017
Página Inicial / Cidade / Câmara Municipal de Pedro Leopoldo diz ser contrária a cobrança de pedágio na MG-424

Câmara Municipal de Pedro Leopoldo diz ser contrária a cobrança de pedágio na MG-424

A Câmara Municipal de Pedro Leopoldo é totalmente contrária à cobrança de pedágio na MG-424, estrada que liga Belo Horizonte a Sete Lagoas. A arrecadação no trecho de Pedro Leopoldo, que já é duplicado, é considerada errada pelo legislativo.

O Presidente da Câmara de Vereadores, Geraldo Louro, é contra a cobrança do pedágio da MG-424.

 

O Presidente da Câmara Municipal de Pedro Leopoldo, Geraldo Louro, disse que vai lutar pela população da cidade, e que não deseja pagar por esta taxa.

“Os vereadores de Pedro Leopoldo são contrários a tudo isso. A gente não pode pagar por uma estrada que já foi duplicada. Vamos para a audiência pública na segunda-feira, em Sete Lagoas, e vamos pedir a palavra. Não podemos aceitar isso”, salientou o Presidente do legislativo, Geraldo Louro.

Na terça-feira, a audiência pública sobre o tema passará por Pedro Leopoldo, no SENAI, às 9h30. Louro convida a população para lutar contra a cobrança. “Vamos trabalhar para evitar isso. Não queremos que isso aconteça. A ajuda da população é importante. Até entendemos que é necessário ter obras na MG-424, mas não podemos pagar por isso”, completou.

As audiências públicas ocorrerão na segunda-feira, em Sete Lagoas e Matozinhos, às 9h30 e 15h, respectivamente, e terça em Pedro Leopoldo e Belo Horizonte, às 9h30 e 15h.

 

A estrada MG-424 poderá ser duplicada, mas população não quer bancar a conta de mais uma taxa de pedágio.

 

Para o dia 21 de novembro, estão programadas as audiências públicas em Pedro Leopoldo, às 9h30min, no auditório do SENAI – av. Coronel Juventino Dias, 856, centro – e em Belo Horizonte, às 15 horas, nas salas 06 e 07 do 7º andar – Prédio Minas – Cidade Administrativa do Governo de Minas Gerais – rodovia Papa João Paulo II, 4143, bairro Serra Verde.

A extensão da MG-424 a ser concedida é de 51,09 quilômetros, após as implantações dos contornos de Matozinhos e Prudente de Morais. A rodovia passa também pelos municípios de Vespasiano, São José da Lapa, Confins e Pedro Leopoldo. A concessão, cujo prazo previsto é de 30 anos, contados a partir da data da transferência da rodovia, inclui, além das pistas centrais e laterais, pontes, viadutos e quaisquer outros elementos que se encontrem na faixa de domínio, bem como as áreas ocupadas com instalações operacionais e administrativas.

 

Abaixo-assinado contra possível instalação de praça de pedágio entre Pedro Leopoldo e Belo Horizonte está disponível na internet

Em Pedro Leopoldo os moradores estão fazendo um abaixo-assinado na internet contra a possível instalação de uma praça de pedágio entre a cidade e Belo Horizonte.

O assunto é bastante criticado nas redes sociais. Quem se interessar em assinar o documento deve e preencher o formulário.  CLICAR AQUI  para acessar o documento.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

“NÃO VAMOS PAGAR PEDÁGIO” – Moradores de Pedro Leopoldo e região se revoltam em audiência pública sobre concessão da MG-424

  Moradores de Pedro Leopoldo protestaram durante a audiência pública, contra o pagamento de pedágio …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *