segunda-feira ,11 dezembro 2017
Página Inicial / Cidade / Com gritos de guerra,funcionários do HNSG protestam exigindo salários atrasados e melhores condições de trabalho

Com gritos de guerra,funcionários do HNSG protestam exigindo salários atrasados e melhores condições de trabalho

Com gritos de guerra como como “o diretor cadê você eu vim aqui pra receber” e “se o patrão não pagar, a saúde vai parar”, funcionários do Hospital Nossa Senhora das Graças, de Sete Lagoas (HNSG), junto à  Federação dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde em Minas Gerais (FEESSEMG), manifestaram nesta quinta, ao meio-dia, com passeatas pela cidade, exigindo os  salários atrasados, além de férias atrasadas e parceladas. A situação vem se agravando, o que influencia na prestação de serviço com qualidade para os pacientes.
Com protestos em frente ao hospital, funcionários pediam melhores condições de trabalho e pagamento de salários atrasados.
.

Os funcionários do hospital chamaram a atenção das autoridades e diretoria da Irmandade, além de levar ao público a situação que se encontra a Irmandade Nossa Senhora das Graças. Segundo a advogada do sindicato da Federação, Taís Console, muitos funcionários estão saindo de férias sem receber o benefício. “O hospital alega que existe um débito da administração passada, por isso, estão descumprindo as obrigações”, relatou.

Segundo a advogada, mesmo com as dificuldades dos Hospitais Filantrópicos e as Santas Casas, não justifica a falta de pagamentos dos funcionários. De acordo com ela, isso se dá por falta de administração. “Outras cidades no Estado estão em situações piores do que Sete Lagoas e estão cumprindo com suas obrigações”. Taís menciona que quanto ao 13º salário de 2016, um acordo foi feito e está sendo cumprido, mas os acertos mensais estão em atraso.

A presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais de MG, Kátia Rocha destaca que, hoje, “ o Estado de Minas Gerais enfrenta uma crise financeira nas instituições filantrópicas sem precedentes. Como se não bastassem os recursos que não são suficientes para o custeio hospitalar, nós temos uma série de atrasos por parte do poder público. Somente em Minas há um déficit com o HNSG de R$ 1 milhão e 700 mil em aberto”, disse a presidente.

Segundo funcionários, desde o ano passado, os atrasos no pagamento têm sido constantes. A Irmandade Nossa Senhora das Graças, mantenedora do hospital, passa por graves problemas financeiros.Funcionários do hospital disseram que o 13º foi divido em oito parcelas e que este mês de agosto somente alguns funcionários receberam. Confirmaram que no dia 19 deste mês parte deles receberam e o restante que seria hoje, não foi confirmado o depósito em conta.

A passeata teve início às 12h na Prefeitura Municipal, Praça Barão do Rio Branco, e seguirá pelas ruas Professor Teixeira da Costa, Praça Wilson Canure, (Cat), Avenida Getúlio Vargas, Praça Francisco Sales, Rua Doutor Avelar, Rua Antônio Olinto (terminal) e encerrou na rua Teófilo Otoni na porta do hospital Nossa Senhora das Graças.

O HNSG comunicou através de nota que é solidário a qualquer movimento pacífico que possa ajudar a reverter essa situação, demonstrando que o objetivo do hospital é cumprir com suas obrigações e prestar uma assistência de qualidade.

Abaixo a nota de esclarecimento do hospital

 

“A Irmandade de Nossa Senhora das Graças vem a público esclarecer que não tem medido esforços para regularizar os atrasos nos pagamentos salariais da sua equipe de colaboradores.

O propósito deste Hospital é garantir uma assistência de qualidade ao paciente e mesmo diante da grave situação financeira que atinge os Hospitais Filantrópicos e as Santas Casas, o HNSG optou por manter os postos de trabalho, garantindo assim a manutenção dos serviços essenciais.

Mesmo diante das dificuldades financeiras, o HNSG tem conseguido efetuar o pagamento dos salários dentro da mesma competência.

Além disso, as parcelas do 13º salário de 2016 estão sendo rigorosamente pagas todo dia 20, conforme acordo estabelecido junto aos órgãos competentes e entidade de classe, tendo sido feita a negociação em 08 parcelas, sendo que 06 já foram quitadas.

Nosso compromisso é manter o Hospital funcionando para que ele possa continuar atendendo e prestando um serviço de saúde com qualidade à toda população de Sete Lagoas e região.

Dessa forma, o HNSG vem produzindo ações que visam solucionar este impasse, bem como estabelecendo alianças e parcerias, com o objetivo de manter o pagamento de seus funcionários dentro do prazo legal, todo 5º dia útil e regularizar todas as verbas trabalhistas que porventura estiverem em atraso.

Nosso intuito é agir com transparência para que o entendimento deste momento que a Instituição está passando chegue ao conhecimento de toda a sociedade. Somos solidários a qualquer movimento pacífico que possa nos ajudar a reverter esta situação, demonstrando que o objetivo do HNSG é cumprir com suas obrigações e prestar uma assistência de qualidade. Atualmente estamos trabalhando para garantir a sobrevivência dessa centenária Instituição.”

Sobre a Irmandade de Nossa Senhora das Graças – INSG

A Irmandade de Nossa Senhora das Graças (INSG),é uma associação religiosa, filantrópica sem fins lucrativos, reconhecida como de utilidade pública nas esferas municipal, estadual e federal. A instituição é mantenedora do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), que presta serviços há 137 anos, atendendo hoje a uma população de cerca de 650 mil vidas, distribuídas nos 35 municípios da macrorregião de saúde de Sete Lagoas.

O HNSG possui pelo menos 70% de seus atendimentos voltados para os usuários do Sistema Único de Saúde – SUS, hoje o maior convênio atendido pelo hospital.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

“NÃO VAMOS PAGAR PEDÁGIO” – Moradores de Pedro Leopoldo e região se revoltam em audiência pública sobre concessão da MG-424

  Moradores de Pedro Leopoldo protestaram durante a audiência pública, contra o pagamento de pedágio …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *