quarta-feira ,13 novembro 2019
Página Inicial / Economia / Estados Unidos mantêm veto à carne bovina do Brasil

Estados Unidos mantêm veto à carne bovina do Brasil

Nova inspeção à indústria terá de ser realizada, antes de eventual liberação de embarques do produto ‘in natura’ aos americanos.

Os Estados Unidos solicitaram informações adicionais ao governo brasileiro sobre a carne bovina do Brasil e estabeleceram que uma nova inspeção à indústria terá que ser realizada, antes de eventual liberação de embarques do produto in natura aos americanos, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Agricultura nesta segunda-feira, 4.

Um relatório do Departamento de Agricultura dos EUA (Usda) foi disponibilizado ao governo brasileiro na última quinta-feira, 31, mas as informações frustraram representantes do governo de Jair Bolsonaro. O porta-voz da Previdência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou que o governo não esperava a manutenção de veto dos americanos.

Para tentar convencer a liberação do produto do Brasil, maior exportador global de carne bovina, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, marcou uma viagem para o próximo dia 17, quando deverá se encontrar com o secretário de Agricultura americano, Sonny Perdue. A ministra pretende tratar da questão e “acredita que os dois países têm bom relacionamento e chegarão a um entendimento”, segundo a assessoria de imprensa do ministério.

Os EUA suspenderam as importações de carne bovina in natura do Brasil em meados de 2017, após a detecção de inconformidades nas importações, na esteira de um escândalo de fiscalização sanitária, que envolveu o pagamento de propinas por empresas a fiscais.

Em meio às negociações para voltar a exportar a carne, o Brasil já concordou em conceder uma cota de 750 mil toneladas em importações de trigo isenta de tarifas para todos os países.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Trabalhadores terão opções de regras de transição

Brasileiros que já estão no mercado de trabalho terão opções de regras de transição. Os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *