Página Inicial / Esporte / Fábio, o herói da noite no mineirão – Cruzeiro derrota o Santos e está na semifinal na Copa do Brasil

Fábio, o herói da noite no mineirão – Cruzeiro derrota o Santos e está na semifinal na Copa do Brasil

Fábio pega 3 pênaltis e garante o Cruzeiro na 3ª semifinal seguida da Copa do Brasil.


Foi sofrida, emocionante, mas muito justa a classificação do Cruzeiro à décima semifinal da Copa do Brasil, a terceira seguida, sacramentada nas mãos do goleiraço Fábio. Pentacampeão e atual detentor do título do torneio nacional, o Cruzeiro venceu o Santos nos pênaltis, por 3 x 0, depois de derrota no tempo regulamentar, por 2 x 1, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, e segue firme em busca do sexto título da Copa do Brasil.

Thiago Neves marcou o gol cinco estrelas no tempo normal, mas o herói do jogo foi Fábio, o melhor goleiro do Brasil, que defendeu as três cobranças de pênaltis do adversário e foi fundamental na classificação da Raposa. O time celeste irá disputar a semifinal da Copa do Brasil pela décima vez, contra o classificado do confronto entre Palmeiras e Bahia, que se enfrentam na quinta-feira. As nove vezes em que o Cruzeiro disputou a semifinal do torneio nacional foi em 1993, 1996, 1998, 2000, 2003, 2005, 2014, 2016 e 2017.

O jogo

Mesmo tendo vencido a partida de ida das quartas de final por 1 x 0, na Vila Belmiro, em Santos-SP, e jogando por um empate para se classificar, o Cruzeiro buscou o ataque desde o apito inicial do árbitro paranaense Rofdolpho Toski Marques, da Fifa.

Empurrado pela China Azul, que mais uma vez lotou o Mineirão e incentivou a equipe celeste durante toda a partida, a Raposa abriu o marcador logo aos 12 minutos, em um chute colocado de Thiago Neves.

O lance começou com um belo toque de Lucas Silva para De Arrascaeta. O uruguaio lançou Thiago Neves, que dominou a bola, penetrou na grande área e chutou no canto direito do goleiro Vanderlei. Cruzeiro 1 x 0.

Com dois gols de desvantagem no placar agregado, o Santos se mandou para o ataque, mas foi o Cruzeiro que quase fez mais um, aos 25, em outra grande jogada da equipe mineira. Edilson tabelou com Thiago Neves, depois com Robinho e cruzou para a área. De Arrascaeta finalizou de carrinho, mas a bola bateu na trave.

Aos 42, Gabriel Barbosa acertou um forte chute de fora da área, no canto direito de Fábio, empatando a partida. 1 x 1.

O Cruzeiro não se abateu e quase voltou à frente no placar, três minutos depois, em outra jogada perigosa de Thiago Neves, que driblou dois marcadores e finalizou e fora da área. Desta vez Vanderlei fez boa defesa.

Segundo tempo

A superioridade cinco estrelas se manteve na etapa final, com o Cruzeiro dominando o adversário e sempre mais próximo do gol, como no cabeceio de Dedé no travessão, após escanteio cobrado por Robinho.

Até os 15 minutos, a Raposa ainda teve outras duas oportunidades de gol, a primeira delas com Edilson, que Lucas Veríssimo tirou de cabeça praticamente em cima da linha do gol, e a outra com Robinho, que o zagueiro Gustavo Henrique se jogou na bola e evitou o gol estrelado.

Mas, aos 38, o Santos chegou ao segundo gol, marcado por Bruno Henrique, de cabeça, depois de cruzamento de Rodrygo, pela direita.

Valente, o Cruzeiro quase empatou aos 42, em um chute de Rafinha, após rebote da defesa, que Vanderlei fez importante defesa.

Fábio sensacional

A vaga foi decidida através das cobranças alternadas de pênaltis, deixando o jogo ainda mais emocionante. Foi a vez de o melhor goleiro do Brasil aparecer de maneira sensacional.

Com grandes defesas nas três batidas de pênaltis do Santos, cobradas por Bruno Henrique, Rodrigo e Jean Mota, Fábio garantiu a classificação à Raposa, se juntando a Lucas Silva, Raniel e David, que marcaram para o Cruzeiro. 3 x 0 para a Raposa, que segue cada vez mais forte em busca do pentacampeonato da Copa do Brasil.

Melhor goleiro do Brasil

Após a classificação, que veio na terceira defesa de pênalti de Fábio, em cobrança de Jean Mota, os outros jogadores do Cruzeiro abraçaram e comemoraram bastante com o goleiro cinco estrelas.

Ao deixarem o gramado do Mineirão, os atletas da Raposa não pouparam elogios ao camisa 1 do Cruzeiro, um dos maiores ídolos da história cinco estrelas.

“Ontem, no treinamento de pênaltis, o Fábio pegou, acho que, de vinte batidas, ele pegou umas doze, treze. Nos treinamentos ele estava sensacional e hoje ele provou. É fruto de treinamento e o Fábio é o melhor goleiro do Brasil disparado”, comentou o lateral-esquerdo Egídio.

O volante Lucas Silva, autor do primeiro gol de pênalti estrelado, também enalteceu as qualidades de Fábio, atleta que mais vezes vestiu a camisa do Cruzeiro, com 785 partidas disputadas até agora.

“Nós treinamos muito bem as penalidades e o nosso goleiro é fora de série”, resumiu Lucas Silva.

Fábio reconheceu o bom desempenho do Santos e disse que esperava defender uma cobrança de pênalti para ajudar o Cruzeiro a se classificar.

“Ontem eu tive um aproveitamento bom, mas em jogo a gente sabe que é totalmente diferente. O meu pensamento era pegar um pênalti para ajudar os meus companheiros a ter mais tranquilidade em um momento tão difícil. O Santos teve os méritos, conseguiu fazer um belo jogo, a gente conseguiu jogar bem também, a bola não entrou. Só tenho que agradecer. Jesus é maravilhoso”, declarou.

As palavras do comandante

Mano Menezes também destacou a excelente atuação de Fábio e o bom desempenho do time estrelado, que criou muitas situações de gols para definir a vitória ainda no tempo normal.

“O Cruzeiro fez uma boa partida, embora tenha perdido o jogo porque o Santos foi mais eficiente nas oportunidades. Nós tivemos sete oportunidades claras de gol, duas bolas na trave, mas o futebol não é um jogo de justiça”, disse o técnico da Raposa.

“Acho que o Fábio mais uma vez foi brilhante, mas nós iríamos fazer os cinco (gols de pênalti) também, do jeito que a coisa estava indo, porque treinamos pênaltis ontem. Passamos e chegamos entre os quatro pela terceira vez consecutiva”, finalizou.

Capitão faz história

Capitão da Raposa, o volante Henrique entrou para o seleto grupo dos dez jogadores que mais atuaram pelo time profissional do Cruzeiro Esporte Clube. Com a vitória sobre o Santos, por 3 x 0, nos pênaltis, que garantiu ao time mineiro a vaga na semifinal do torneio, o camisa 8 chegou à marca de 443 partidas com a camisa celeste, com 27 gols marcados, superando o volante Ademir.

Desde a sua estreia, na vitória por 3 x 1 sobre o San Lorenzo-ARG, dia 3 de abril de 2008, no estádio Ipatingão, pela Copa Libertadores da América, Henrique ajudou o Cruzeiro a conquistar muitos dos títulos mais importantes da história do time cinco estrelas.

O capitão do Cruzeiro foi bicampeão brasileiro, em 2013 e 2014, campeão da Copa do Brasil de 2017 e cinco vezes campeão mineiro, em 2008, 2009, 2011, 2014 e 2018.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

ELEIÇÕES AMERICANAS – Trump e Biden buscam votos em estados considerados campos de batalha

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai buscar apoio em quatro estados considerados campos …

6 Comentarios

  1. I pay a visit each day a few web sites and sites to read articles or
    reviews, except this weblog provides feature based writing.

  2. I love what you guys are up too. This sort of clever work and coverage!
    Keep up the amazing works guys I’ve incorporated you guys to my own blogroll.

  3. I’m curious to find out what blog platform you are utilizing?
    I’m experiencing some small security issues with my latest site and I’d like to find
    something more risk-free. Do you have any solutions?

  1. Para Trás: http://droga5.net

  2. Para Trás: Sex chemical

  3. Para Trás: global travel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − quatro =