Página Inicial / Cidade / Festa que será promovida pela Câmara de Vereadores de Sete Lagoas, regada à cervejas, com quiches, canapés e trufas,revoltam a população e inflamam as redes sociais

Festa que será promovida pela Câmara de Vereadores de Sete Lagoas, regada à cervejas, com quiches, canapés e trufas,revoltam a população e inflamam as redes sociais

A Câmara de vereadores de Sete Lagoas publicou o edital de licitação na modalidade Pregão Presencial nº 20/2017 objetivando a contratação de Buffet para promover o evento a ser realizado no dia 22/11/2017 (numa quarta- feira), para aproximadamente 500 (quinhentas) pessoas, em comemoração aos 150 anos do município de Sete Lagoas.

A Câmara de Vereadores de Sete Lagoas vai gastar R$18 mil em festa com direito à cardápio especial e bebidas variadas para 500 convidados.

 

A preparação de uma grande festa no próximo dia 22 de novembro no Salão de festas do Clube Náutico de Sete Lagoas, numa quarta-feira, que será realizada pela Câmara Municipal de Sete Lagoas está causando um grande alvoroço e uma revolta nunca vista antes por centenas de pessoas nas redes sociais, indignados com a comemoração dos legisladores municipais aos 150 anos de Sete Lagoas.

 

O edital pode ser acessado neste link abaixo.

Veja aqui: LICITAÇÃO DA FESTA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SETE LAGOAS

 

No edital no Anexo 1 no Termo de Referência, que descreve o Objeto Licitado e a estimativa de preço, será contratada uma empresa especializada para a prestação de serviços de Buffet no evento para 500 convidados. De acordo com o setor de licitação e contratos da Câmara o valor da referida festa está estimada em R$18 mil reais, compreendendo todo o fornecimento dos produtos de consumo, além de equipamentos para o evento.

Cardápio sugerido pela Câmara de vereadores para o evento para 500 convidados no dia 22 de novembro.

Na página 17 do edital consta a lista do que será servido no evento, sendo que um dos itens chamou a atenção dos cidadãos setelagoanos: a empresa vencedora deverá fornecer 40 CAIXAS DE CERVEJA! Exclusivamente de duas marcas específicas: Skol ou Brahma!

De acordo com o artigo 7º, §5º, da Lei de Licitações (Lei Federal nº 8.666/93) é bem clara ao vedar a realização de licitação cujo objeto inclua bens de marcas, características e especificações exclusivas. A mesma lei também prevê (no art. 49) que a autoridade competente poderá revogar a licitação por razões de interesse público. A autoridade competente para revogar o Pregão Presencial nº 20/2017 da Câmara de Sete Lagoas é o seu Presidente Cláudio Nacif Caramelo).

CARDÁPIO REFINADO

O cardápio sugerido terá quiches, canapés , rissoles , espetinhos, trufas e bebidas à vontade.

 

A sugestão do cardápio de entrada para o grande evento dos legisladores municipais no dia 22 de novembro terá um imensa lista de salgados refinados com assados, fritos, sobremesas e diversas bebidas. Os 500 convidados poderão escolher diversas opções como:

Salgados assados: empada de frango, empada de prestígio, Quiche de calabresa, Quiche de álho poró, Quiche de damasco, folhado de ricota com abacaxí e pastel de lombo com cheddar.

Os salgados fritos são: coxinha de lombo, bombom de lombo, croquete de alcatra, kibe com pimenta biquinho, rissoles de milho, rissoles à três queijos, espetinho de filé com bacon, isca de frango, isca de tilápia e canapés variados.

As sobremesas terão 2 opções: 500 unidades de bombons e trufas de chocolate

E as bebidas são: 250 litros de refrigerante ( somente guaraná antártica e Coca-Cola ), 50 litros de sucos, água mineral à vontade e nada menos do que 40 caixas de cerveja ( o litrão somente 2 marcas exigidas poderão ser servidos. Skol e Brahma.)

Além do requinte do cardápio e da exigência por marcas específicas , o edital contempla ainda uma generosa equipe de copa e cozinha. Serão 20 garçons, 1 cozinheira e ajudantes, 1 porteiro e 1 copeiro.

Ainda há o aluguel do salão do Clube Náutico que por enquanto não há informações dos organizadores do evento de qual será o valor cobrado à Câmara Municipal. Há informações de pessoas ligadas ao clube de que o aluguel para um evento de grande porte como este gira em torno de R$5 mil reais.

Paginas de Redes Sociais indignadas com a comemoração dos vereadores

São diversas manifestações contrárias à este evento programado dos vereadores de Sete Lagoas. Postagens nas redes sociais não param desde o meio da semana passada, quando Grupos de protestos da cidade informaram os internautas sobre a referida festa dos legisladores. As páginas Sete Lagoas Transparente, Grupo Sete Lagoas Transparente, Cavalos de Sete Lagoas e até partidos políticos como o NOVO/Sete Lagoas usaram do seu espaço em suas páginas para manifestarem contra o gasto desnecessário da Câmara de Vereadores em um evento como este, em que a cidade passa por inúmeros problemas na área da saúde, infraestrutura precária e a falta de empregos que assolam toda a região do município.

    

Problemas gravíssimos de falta de recursos em áreas estratégicas como é o caso da área da saúde da cidade, onde o único hospital que presta serviço de internação e cirurgias eletivas acaba de suspender todas as internações por 3 dias, do dia 10 de novembro ao dia 13 de novembro por atraso de dinheiro, cerca de R$600 mil não repassados pelo Governo de Minas.

Postos de saúde estão sendo fechados, como é o caso dos ESF, PSF do bairro Santa Luzia, onde dos 3 postos que existiam na região, não restou nenhum. Todos foram fechados pela Prefeitura de Sete Lagoas e transferidos para outra localidade mais longe quase 5 km de distância, onde moradores, muitos com dificuldades de locomoção, em cadeiras de rodas, e com sérios problemas de saúde são obrigados a recorrer agora para conseguir uma consulta médica.

Outras situações que revoltam os moradores são a falta de conclusão de obras importantes como é o caso do abandono pelo poder executivo das obras da Orla da Lagoa da Catarina, que há mais de 2 anos estão paradas e não há fiscalização dos vereadores e nem acompanhamento para exigir do governo municipal uma posição definitiva para a conclusão daquela obra, que coloca os moradores daquela região em situação precária de saúde e acidentes devido ao fato de metade da orla está sem o recapeamento da rua, trazendo problemas como poeiras, buracos na pista, muito lixo e agora bastante lama por causa do início das chuvas.

Para a população de Sete Lagoas, enquanto vários problemas são deixados sem respostas e sem conclusão pelos gestores e legisladores públicos municipais, um evento como este, em um momento de enormes carências, parece ser uma afronta à toda a população que exige dos políticos bom senso e prioridades no gasto dos recursos públicos.

 

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Espetáculo sete-lagoano estreia no Palácio das Artes, em BH

O espetáculo “As Alegres Comadres de Windsor”, comédia de William Shakespeare, da companhia sete-lagoana de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *