Página Inicial / GERAESTV / Grupo ligado ao Deputado Júlio Delgado muda comando do PSB em Minas e tenta inviabilizar candidatura de Lacerda

Grupo ligado ao Deputado Júlio Delgado muda comando do PSB em Minas e tenta inviabilizar candidatura de Lacerda

O ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda (PSB)  disse na tarde ontem, quinta(2) que vai acionar a Justiça para impedir uma intervenção da direção nacional do PSB e reafirmou que pretende se lançar candidato na convenção marcada para este sábado (4).

Horas depois, porém, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, determinou uma mudança no comando da sigla em Minas Gerais para tentar inviabilizar qualquer possibilidade de a legenda confirmar o nome de Lacerda ao Palácio da Liberdade.

O novo presidente do PSB de Minas passa a ser René Vilela. O novo grupo que comandará a legenda, ligado ao deputado Júlio Delgado, inimigo de Lacerda no partido, estuda se é possível cancelar a convenção marcada para este sábado pelos aliados do ex-prefeito.

Depois de ser surpreendido com a determinação da cúpula do partido para se retirar da disputa e apoiar a reeleição do governador Fernando Pimentel (PT), Lacerda partiu para o ataque. Disse que em hipótese alguma apoiaria os petistas e que está disposto a usar todos os artifícios para derrubar a determinação da direção da legenda.

Mesmo diante do desgaste de ser um candidato graças a uma liminar judicial e já sabendo que vai iniciar uma guerra dentro do partido, o ex-prefeito disse que tem delegados suficientes para aprovar seu nome como candidato na convenção deste sábado. Ele também intensificou as articulações para manter a aliança com os partidos que já estavam praticamente acertados com sua coligação.

“Essa tentativa de intervenção não tem condições de prosperar no caráter ético, moral, legal e político. É uma demonstração que a velha política continua prosperando. Os acordos de cúpula, na calada da noite, são feitos para manter no poder grupos tradicionais que provocaram a infelicidade que o país se encontra hoje em sua mais grave crise ética, política e econômica”, disse na quinta (4) em entrevista coletiva.

A equipe jurídica de Lacerda já trabalha na elaboração de um mandado de segurança para garantir a candidatura do socialista. O ex-prefeito explicou que a intervenção pode ser feita pelo presidente do partido, mas que essa decisão precisa ser votada na Executiva nacional, que conta com 30 membros. Mesmo assim, no entendimento do socialista, para que isso ocorra, é preciso que a direção estadual do PSB tenha cometido uma falta grave, “o que não é o caso”. Por isso, mesmo que o processo de intervenção prospere, ele acredita em uma vitória judicial.

“As dificuldades da judicialização é que tornariam o cenário um pouco inseguro para formação de uma coligação com outros partidos. Esse é o risco que vivemos nesse momento. Mas, independentemente disso, vamos fazer de tudo para manter nossa candidatura”, disse Lacerda, que foi acompanhado pelos deputados Fábio Cherem (PDT) e Jaime Martins (PROS).

 

 

 

 

Sobre admin

Você pode Gostar de:

MP apontou 22 irregularidades nas contas do Governo de Pimentel em 2017

O Ministério Público de Contas de Minas Gerais apontou 22 irregularidades no balanço de contas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *