quinta-feira ,14 novembro 2019
Página Inicial / Cidade / Juíza esclarece que biometria não será exigida na eleição de junho em Sete Lagoas

Juíza esclarece que biometria não será exigida na eleição de junho em Sete Lagoas

A diretora do Foro Eleitoral da Comarca de Sete Lagoas, juíza Marina Rodrigues Brant, convocou uma entrevista coletiva para essa quinta-feira (25), para prestar esclarecimentos sobre as eleições suplementares que ocorrerão em Sete Lagoas no dia 2 de junho próximo, para escolha de um novo prefeito e vice-prefeito.
A diretora do Foro Eleitoral de Sete Lagoas, juíza Marina Rodrigues Brant e o juíz eleitoral Frederico Bittencourt Fonseca.

 

Dra. Marina Brant pediu apoio dos meios de comunicação para maior divulgação do pleito, tendo em vista o prazo curto determinado na quarta-feira (24) em Belo Horizonte pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A juíza disse que havia uma expectativa de que a data seria 7 de julho, o que permitiria maior prazo para toda a organização operacional que exige uma eleição, mas o plenário do TRE decidiu marcar para 2 de junho e agora está definido todo o cronograma a ser cumprido.

Dentre outros esclarecimentos, ela informou que não será exigida a biometria para esta eleição em Sete Lagoas, mas apenas no ano que vem.

Marina Rodrigues Brant recebeu a imprensa na sede da Justiça Eleitoral em Sete Lagoas, no bairro Canaã, acompanhada do também juiz eleitoral Frederico Bittencourt Fonseca. Eles explicaram que a realização do pleito terá todo o suporte do TRE/MG, como uma eleição normal, incluindo as regras e punições previstas na legislação.

O prazo para as convenções partidárias que escolherão os candidatos começa a valer já na próxima terça-feira, 30 de abril, e vai até o outro domingo, 5/5. O período para registro dos candidatos termina no dia 9 de maio, às 19h. A propaganda eleitoral poderá vigorar a partir de 10 de maio, de acordo com as regras da Resolução 23.457/2015, relativa à propaganda nas Eleições 2016, e pela Lei 9.504/1997.

Poderão votar os eleitores inscritos no município até o dia 6 de fevereiro de 2019. As eleições terão as mesmas Mesas Receptoras de votos constituídas para as eleições que aconteceram em outubro de 2016. A diplomação dos candidatos eleitos deve ocorrer até o dia 21 de junho.

 

Chapa cassada por uso indevido dos meios de comunicação.
As novas eleições ocorrerão em razão de a chapa eleita em 2016, sendo prefeito Leone Maciel Fonseca e vice-prefeito Duílio de Castro Faria, ter sido cassada pelo TRE por uso indevido dos meios de comunicação social em período eleitoral. Na véspera da eleição, foram distribuídos 60 mil exemplares do jornal “Boa Notícia”, com reportagem difamatória ao então candidato a prefeito Emílio Vasconcelos, fato que teria influenciado no resultado da eleição, levando Leone à vitória.

Leone Maciel já havia renunciado ao seu mandato no início do mês de março de 2019, quando então Duílio assumiu a prefeitura e foi posteriormente afastado, passando o presidente da Câmara Municipal a exercer, de forma interina, a chefia do município, o que seguirá até a posse do próximo prefeito.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Mineiros comemoram chegada a Ushuaia, a rota do fim do mundo

Após 18 dias, percorrido 9.308 kms, os setelagoanos Emílio de Vasconcelos e Delano, atingiram o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *