Página Inicial / Cidade / Moradores de Sete Lagoas denunciam precariedade da rua no MG MÓVEL da GLOBO Minas

Moradores de Sete Lagoas denunciam precariedade da rua no MG MÓVEL da GLOBO Minas

Rua esburacada, acúmulo de lixo, lagoa açoreada, entulhos, postes de luz faltando lâmpadas, enxurradas alagando casas, matagal e falta de esgoto. Estes são alguns dos inúmeros problemas que levaram os moradores da rua Aldo Costa no bairro das Indústrias 2, a chamar a reportagem do MG1 da Globo Minas, a ajudá-los a solucionar o caos em que passam diariamente no local, com a péssima infraestrutura, e segundo os moradores, a falta de resposta e solução definitiva por parte da prefeitura municipal de Sete Lagoas. VEJA O VÍDEO ABAIXO.

 

Os repórteres do MGTV da Globo Minas estiveram mais uma vez em Sete Lagoas nesta segunda-feira(14), fazendo uma matéria “ao vivo” no município, atendendo a uma reclamação do moradores da rua Aldo Costa no bairro das Indústrias 2. O repórter Vladimir Vilaça, mostrou o caos que se encontra a rua, praticamente intransitável, com muitos buracos e bastante entulho.

Dezenas de moradores foram recebidos pelo repórter no local, e muitos deles reclamaram do que seria uma lagoa, totalmente açoreada e cheia de esgotos, além da precariedade que se encontra a rua Aldo Costa, toda esburacada e com bastante lixo e matagal, além da poeira em praticamente toda a sua extensão.  Denunciaram também, a grande quantidade de enxurrada que desce do bairro e invade a rua, alagando as casas dos moradores na época das chuvas. Um dos moradores, reclamou da péssima iluminação dos postes, com raríssimas lâmpadas funcionando, com risco frequentes de assalto na região, devido à escuridão do local. Segundo um morador que havia requerido manutenção sobre a iluminação, disse à reportagem, que não obteve nenhuma resposta sobre a troca das lâmpadas.

Alguns moradores disseram à reportagem, que já haviam procurado os órgãos competentes da prefeitura, mas nada até o momento teria feito para sanar os inúmeros problemas, ficando abandonados pela gestão municipal. O Secretário de Obras Vitor Dias, foi chamado ao local para se comprometer junto aos moradores, em solucionar 4 ítens. Foram eles: manutenção da iluminação, a pavimentação da rua, a rede de esgoto e e a drenagem pluvial. Segundo o secretário, o município não obtem recursos, mas poderia programar uma solução “paliativa” para, nas próximas duas semanas, normalizar o trânsito da rua Aldo Costa, retirando o lixo e compactando a rua com terra, o que não foi aceito de imediato pelos moradores, que exigiu do Secretário de Obras uma solução definitiva para os diversos problemas da rua.

   

O Secretario de Obras se comprometeu com a reportagem e com os moradores que, até o dia 28 de maio, ou seja, daqui a duas semanas, sanar alguns pedidos dos moradores, para que pelo menos a rua fique transitável. A questão de drenagem e rede de esgoto, segundo Vitor Dias, levará algum tempo para serem construídas, e de acordo com ele, antes do período das chuvas, que deverá ser lá para outubro e novembro. Pelo visto, solução completa, só no final de 2018.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Espetáculo sete-lagoano estreia no Palácio das Artes, em BH

O espetáculo “As Alegres Comadres de Windsor”, comédia de William Shakespeare, da companhia sete-lagoana de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *