Página Inicial / Caso de Polícia / Mulher é presa no aeroporto de Confins com 20 Kg de ecstasy avaliados em R$ 2,8 milhões

Mulher é presa no aeroporto de Confins com 20 Kg de ecstasy avaliados em R$ 2,8 milhões

Drogas estavam com passageira que voltava de Amsterdã, na Holanda, via Bruxelas e Lisboa. A Carga foi avaliada em R$ 2,8 milhões.A droga estava em dez sacos plásticos, cada um com cerca de 60 mil comprimidos.

 

Uma mulher foi presa no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, com quase 20 kg de ecstasy. A Inspetoria da Receita Federal apreendeu a droga com a passageira que retornava de Amsterdam, via Bruxelas e Lisboa, e trazia em dez sacos plásticos cerca de 60 mil comprimidos, avaliados em R$ 2,8 milhões.

A  apreensão foi a maior da história em relação a quantidade de drogas químicas dando entrada no Aeroporto de Confins. A mulher de 29 anos, paulista, chegou às 16h30 desta terça-feira (28) com quase 20 kg de anfetamina, conhecido como Ecstasy, na mala. Os fiscais da receita desconfiaram dela ao analisar a lista de passageiros provenientes de voos da Europa, de onde costuma vir esse tipo de droga.

A jovem foi inspecionada por ter características suspeitas como fazer diversas viagens curtas para o exterior, com chegadas anteriores em São Paulo e Rio de Janeiro, estar viajando sozinha, com pouca bagagem, e não ter renda declarada. Segundo o chefe do serviço de fiscalização, vigilância e repressão da Receita no aeroporto de Confins, Rômulo Russo explica que, “este tipo de viajante, são na maioria das vezes mulas que viajam a serviço de outras organizações”, explica ele. De acordo com Rômulo, não é qualquer passageiro que a receita abre a mala, tem todo um trabalho de inteligência. Ele diz ainda que “nunca havia feito uma apreensão desse porte em Confins, pegamos com frequência pequenas quantidades, mas 19 kg é sem precedentes”, destacou o Chefe de fiscalização da receita.

No raio x, foi identificada a substância estranha, parecida com drogas. Ao abrir a mala, havia 60 mil comprimidos de ecstasy. A Polícia Federal foi chamada, então, para prender a jovem e aprender a droga. Se condenada por tráfico internacional de drogas, a jovem poderá cumprir até 25 anos de prisão. Ela já se encontra na Penitenciária Estevão Pinto em Belo Horizonte, conforme a Polícia Federal.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Deputado mineiro denuncia que PM de Minas estaria maquiando estatísticas de criminalidade

Denúncia é do deputado Sargento Rodrigues; intenção seria reduzir número de crimes violentos em todo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *