Ultimas Noticias
Página Inicial / GERAESTV / O jornalista Rafael Henzel que sobreviveu à tragédia da Chapecoense morre de infarto fulminante

O jornalista Rafael Henzel que sobreviveu à tragédia da Chapecoense morre de infarto fulminante

O jornalista chegou a ser levado com sinais vitais para o Hospital Regional de Chapecó, mas não resistiu. Henzel foi um dos quatro brasileiros que sobreviveram ao acidente aéreo sofrido pela delegação da Chapecoense

Um dos sobreviventes do acidente aéreo da Chapecoense, o jornalista catarinense Rafael Henzel morreu na noite desta terça-feira após sofrer um enfarte fulminante. O narrador esportivo, de 45 anos, passou mal durante partida de futebol com os amigos, na cidade de Chapecó. Ele era casado e tinha um filho

A morte foi confirmada pela Rádio Oeste Capital, onde ele trabalhava. “Ele veio a falecer na noite desta terça, dia 26 de março. O Rafael jogava futebol com amigos no início da noite de hoje e acabou sofrendo um enfarte fulminante. E foi conduzido ao Hospital Regional de Chapecó e foi confirmado há poucos instantes o falecimento do nosso colega, jornalista e narrador”, anunciou a rádio.

Henzel foi uma das seis vítimas que sobreviveram no acidente aéreo que causou a morte de 71 pessoas no voo que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia para a disputa da final da Copa Sul-Americana, no fim de novembro de 2016.

Único jornalista a sobreviver à tragédia, ele trabalhava na Rádio Oeste Capital e havia retomado suas atividades normalmente no veículo de comunicação um ano após sobreviver à tragédia que abalou o futebol mundial.

Ao voltar a trabalhar, lançou em maio de 2017 o livro “Viva como se estivesse de partida”, cujo complemento é “um relato otimista e emocionante do jornalista que sobreviveu à tragédia da Chapecoense”. No mesmo ano, passou a atuar como comentarista da RBS TV, afiliada à TV Globo, nas transmissões dos jogos da Chapecoense na Copa Libertadores daquele ano – para a qual o time catarinense entrou por ter sido considerado o campeão da Sul-Americana, mesmo sem jogar a partida da volta.

Em comunicado, o clube de Chapecó lamentou a morte do jornalista “A Associação Chapecoense de Futebol vem a público a fim de manifestar o profundo pesar e toda a consternação pela notícia do falecimento do jornalista Rafael Henzel, ocorrido na noite desta terça-feira”, registrou o clube.

“Durante a sua brilhante carreira, Rafael narrou, de forma excepcional, a história da Chapecoense. Tornou-se um símbolo da reconstrução do clube e, nas páginas verde e brancas desta instituição, sempre haverá a lembrança do seu exemplo de superação e de tudo o que fez, com amor, pelo time, pela cidade de Chapecó e por todos os apaixonados por futebol. Desejamos, de todo o coração, que a família tenha força para enfrentar mais um momento tão difícil e esta perda irreparável. Os sentimentos e as orações de todos os chapecoenses, torcedores e ouvintes, estão com vocês.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Com apenas 32 leitos de UTI, justiça obriga a prefeitura de Sete Lagoas a instalar mais 35 leitos em 15 dias

  O município de Sete Lagoas recebeu do Governo Federal um aporte de R$ 20 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =