Página Inicial / Caso de Polícia / Suspeita de homicídio, a prefeita de Santa Luzia é também investigada por desvio de R$80 milhões da saúde

Suspeita de homicídio, a prefeita de Santa Luzia é também investigada por desvio de R$80 milhões da saúde

Além de responder por possível participação do assassinato do jornalista Maurício Campos Rosa, de 64 anos, dono do jornal “O Grito”, com cinco tiros em agosto de 2016, a  prefeita de Santa Luzia, Roseli Ferreira Pimentel (PSB), presa na manhã da quinta-feira (7), e mais secretários do primeiro escalão são investigados em um esquema de desvio milionário de verbas da saúde.

A Polícia Civil suspeita que o município deixou a saúde afundar, com o fechamento do Hospital São João de Deus e precariedade em outros setores, para decretar situação de emergência e poder contratar empresa sem licitação.

Ao menos RS 21 milhões já teriam sido desviados por meio de superfaturamento na prestação de serviço, mas o montante pode chegar a R$ 80 milhões. De acordo com o delegado Alex Machado, que coordena a investigação, a empresa suspeita de envolvimento na fraude é a AMinas, que faz a gestão da saúde em Santa Luzia e presta serviço também em outros municípios do Estado, como Juiz de Fora.

O esquema começou a ser investigado há cerca de um ano, quando a antiga prestadora de serviço Lupa foi dispensada de repente sem o pagamento de todos os valores devidos. A partir daí, a Polícia Civil identificou que a Câmara Municipal aprovou uma verba emergencial de R$ 80 milhões para a saúde. A prefeitura abriu uma nova licitação que teve três concorrentes e a ganhadora foi a AMinas.

“Nesse período, o gasto mensal da prefeitura com a saúde passou de R$ 1,8 milhão por mês para R$ 7 milhões, sem que tenha ocorrido melhorias na saúde da cidade”, declarou o delegado.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Bandidos botam terror na cidade de Maravilhas, assaltam 5 lojas e assassinam um comerciante

O empresário e dono de uma farmácia da cidade de Maravilhas, na região Central de Minas, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *