Ultimas Noticias
Página Inicial / GERAESTV / Zema veta parte de reajuste e justifica culpa ao coronavírus e queda do petróleo

Zema veta parte de reajuste e justifica culpa ao coronavírus e queda do petróleo

O governador justifica dizendo que há uma incerteza sobre o desempenho da atividade econômica pelo avanço do coronavírus e queda nos preços do petróleo.
Cidade Administrativa do Estado de Minas Gerais.

Foi sancionado pelo governador Romeu Zema (Novo) o Projeto de Lei (PL) sobre o reajuste de salário dos servidores da Segurança Pública. A decisão foi publicada no Diário Oficial nesta quinta-feira (12). Para as outras categorias o reajuste foi negado e uma das justificativas para o veto inclui as incertezas financeiras por causa do coronavírus e pela forte queda nos preços do petróleo.

“A nova previsão foi anunciada em momento de incerteza sobre o desempenho da atividade econômica diante do avanço da epidemia do coronavírus e também pela forte queda nos preços do petróleo. Diante da incerteza macroeconômica que se desvela no cenário internacional e nacional, cujas consequências são imprevisíveis, mas de tendência negativa, me sinto lamentavelmente forçado a opor veto a esses dispositivos que apontam encargos futuros de realização incerta”, escreveu o governador.

A Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais (Aspra) fará uma reunião nesta tarde para discutir a recomposição salarial.

Para as outras categorias de servidores públicos o veto se justifica na questão que se fosse feito o reajuste a adesão do estado ao Regime de Recuperação Fiscal seria inviávela. Com isso, o governo comprometeria o  salários de todos os servidores públicos e poderia trazer prejuízos às prestações de serviço da sociedade

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Justiça determina fechamento do comércio em Sete Lagoas depois que o prefeito Duílio de Castro havia decretado abertura de bares e igrejas

Decretos do prefeito Duilio de Castro que flexibilizavam o comércio foram suspensos pelo TJMG; Município …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × cinco =